18 de janeiro de 2022

Revista Arte Ambiente

Comfy é tendência em decoração para 2022.

FELIPPE ARAÚJO

Na varanda dessa casa, as prioridades são conforto e praticidade, algo cada vez mais necessário nos momentos atuais em que as pessoas estão maior tempo em casa. A ideia foi valorizar o ambiente com o máximo de equipamentos para uso da família no dia a dia, como TV, sistema de som, ar-condicionado e ainda um apoio de cozinha com churrasqueira, tornando o espaço superfuncional para receber amigos. No momento da concepção do projeto, o arquiteto Rodrigo Fonseca idealizou o espaço para ser o coração da casa, com um acesso direto para a cozinha e piscina, um banheiro e ainda uma pequena despensa, cujas portas foram disfarçadas em um painel de madeira, material muito usado para trazer a sensação de acolhimento. Outros materiais estão presentes no ambiente, gerando uma mistura de texturas que trazem a sensação de bem-estar e leveza. O grande foco do espaço foi o sofá grande e espaçoso em formato de chaise, que recebeu a coleção de almofadas da família. No mais, o décor, cheio de peças de estimação da família, e a integração com o ambiente externo finalizam a sensação de conforto e deixam tudo muito mais charmoso. Projeto por Rodrigo Fonseca, arquiteto.

A estética do conforto, Comfy, que vem ganhando destaque desde 2020, tanto na moda como na decoração, vai permanecer em alta em 2022. Esse estilo ganhou força e se transformou em tendência à medida que se tornou necessário ao mundo uma maior praticidade, simplicidade e versatilidade, em razão do confinamento social ocasionado pela pandemia.

O arquiteto Rodrigo Fonseca ressalta que o Comfy surgiu como uma tendência na decoração de interiores cujo intuito era valorizar no ambiente as sensações de acolhimento e conforto. Segundo ele, essa tendência acabou ganhando destaque durante a pandemia porque as pessoas passavam muito tempo em casa e perceberam que precisavam favorecer o bem-estar e fortalecer a identidade com seus espaços.

“Acredito que a primeira coisa ao se decidir trazer o Comfy para uma casa é reunir tudo que traga memórias, sorrisos e significado. A casa tem que ser uma extensão da gente para que consigamos nos identificar e sentir bem dentro dela. Naturalmente a mistura de padrões e texturas vai aparecendo e, com a escolha certa de tecidos e materiais práticos, confortáveis e aconchegantes, esse estilo vai surgindo e o espaço ganhando personalidade”, afirma.

XICO DINIZ

Com a pandemia, aprendemos a vivenciar nossa casa, valorizar coisas pequenas que nos trazem conforto e saber viver. Passamos a valorizar, por exemplo, um bom sofá para as maratonas de series e filmes. Passamos a apreciar ainda mais o sopro da brisa passando na janela e a luz do sol que ativa nossas células. Um tapete que nos dê aconchego, uma luminária que transforme o ambiente com uma luz branda e convidativa. Mais do que nunca a casa virou o ninho, onde somos felizes com nossas famílias e amigos. Objetos que nos façam recordar bons momentos, o passeio na casa deve nos conduzir a memórias afetivas diversas. Um quadro pintado por um filho, lembranças de viagens etc. A casa que era usada como uma máquina de morar passou a ter alma, a ser vivenciada em tudo o que está dentro dela e não fora. Projeto de Lilia Duarte, arquiteta.

Essa proposta do maior conforto traz consigo características como o aconchego, o uso de materiais macios e confortáveis e a integração dos ambientes, que dão uma maior sensação de comodidade e bem-estar.

Nesta estética, os espaços contam com um mix de estilos, a exemplo do tradicional e do contemporâneo que se combinam para garantir o conforto desejado. E possível a utilização de móveis como sofás em tamanhos maiores, tapetes felpudos, entre outros objetos decorativos, além do uso de uma paleta de tons neutros que transmita tranquilidade.

O Comfy tem presença garantida em peças e mobiliários que sejam fáceis de usar e combinar, ou que possam ser aproveitados em várias situações. Estão na lista móveis retráteis e aqueles que atendem a outros usos e podem compor em ambientes distintos.

Dentro dessa perspectiva do conforto e simplicidade, é importante ressaltar a iluminação natural dos ambientes, a opção também por estofados com tecidos agradáveis ao toque, almofadas e mantas que possam trazer maior acolhimento, além de quadros e luminárias de mesas com toque minimalista. O dourado também está em alta dentro dessa estética do conforto e presente em luminárias, vasos, porta-retratos, puxadores, entre outros objetos.

Outra presença garantida nos projetos de decoração é o home office, que permanecerá em destaque em 2022, uma vez que diversas empresas vão dar continuidade a essa modalidade de trabalho ou ao híbrido, que mescla o presencial com on-line. E o espaço da casa, neste sentido, terá que continuar se adequando para atender as mudanças que vêm sendo impostas, de forma a harmonizar as relações entre trabalho e família e proporcionar comodidade e praticidade.

HAYASAKI ARQUITETURA

O quarto é um dos ambientes que mais exigem conforto e aconchego, e merece uma atenção para lá de especial com a tarefa de refletir o estilo e personalidade pessoal dos moradores. Simplificados e descomplicados, esses espaços são a imagem da serenidade, permitindo explorar o melhor da arquitetura de alto luxo. Neste projeto, que leva a assinatura do arquiteto Fabiano Hayasaki e da designer de interiores Tânia Hayasaki, o conceito integrado garante que o espaço seja totalmente funcional, certificando a comodidade, sem deixar de lado a sofisticação e a elegância. Com uma paleta contida, porcelanato no piso, tecnologia de ponta e uma simplicidade despojada, o espaço defende o conceito de décor chique-descomplicado, definido por linhas limpas, sem ser entediante.

Com design da israelense Animi Causa, as 120 bolas que compõem a Feel Seating System Deluxe permitem que a estrutura seja arrumada de diversas maneiras diferentes

Ergonômica, a Gravity Balans, da Varier, pode ser usada em todas as posições: deitada, reclinada e sentada. Puro conforto

Com nome inspirado em um doce tradicional brasileiro, o sofá Bomboca dos Irmãos Campana para a coleção Objets Nomades da Louis Vuitton é um deleite para os olhos. A estrutura graciosamente curva forrada com couro de vitelo macio se complementa com oito almofadas de pelúcia encaixadas como um quebra-cabeça. Belo como uma escultura abstrata e confortável como uma nuvem
MARIANA CAMARGO

A premissa deste apartamento de 1722m, assinado pela arquiteta Daniela Funari, foi que todo o conceito conduzisse a um ambiente amplo e aconchegante, dentro de uma proposta atemporal, moderna e simplista. Para garantir essa ideia, a profissional explorou dos tons neutros, atrelado ao tom de amadeirado, contrapondo com a inserção de cores em alguns ambientes. E claro, esbanjando de um mobiliário contemporâneo, confortável e minimalista. O destaque fica por conta do amplo sofá centralizado ao meio da sala de estar e ao sofá feijão, no tom berinjela, no living que faz fusão com a sala. “Partimos da ideia de criar ambientes

Revista Arte Ambiente – Edição da publicação Dezembro – Janeiro – Fevereiro – 2022 | Ano XVI – Nº 74

Postado em 18/01/2022 Por Jefferson Salles

Mais postagens

Agende uma visita com Fabiano Hayasaki, um dos mais desejados e premiados arquitetos do Brasil.

Informações

Fabiano Hayasaki © 2020 - Todos os direitos reservados.

lang »
Rolar para o topo